weblogUpdates.ping A Minha Matilde & Cª http://www.umsonhochamadomatilde.blogspot.com/ link rel="shortcut icon" href="favicon.ico">

A Minha Matilde & Cª 

sexta-feira, abril 18, 2008

O fim último da vida não é a excelência ...!

Photobucket

"Não tenho filhos e tremo só de pensar. Os exemplos que vejo em volta não aconselham temeridades. Hordas de amigos constituem as respectivas proles e, apesar da benesse, não levam vidas descansadas.

Pelo contrário: estão invariavelmente mergulhados numa angústia e numa ansiedade de contornos particularmente patológicos. Percebo porquê.

Há cem ou duzentos anos, a vida dependia do berço, da posição social e da fortuna familiar. Hoje, não. A criança nasce, não numa família mas numa pista de atletismo, com as barreiras da praxe: jardim-escola aos três, natação aos quatro, lições de piano aos cinco, escola aos seis, e um exército de professores, explicadores, educadores e psicólogos, como se a criança fosse um potro de competição.

Eis a ideologia criminosa que se instalou definitivamente nas sociedades modernas: a vida não é para ser vivida - mas construída com sucessos pessoais e profissionais, uns atrás dos outros, em progressão geométrica para o infinito.

É preciso o emprego de sonho, a casa de sonho, o maridinho de sonho, os amigos de sonho, as férias de sonho, os restaurantes de sonho, as quecas de sonho.

Não admira que, até 2020, um terço da população mundial esteja a mamar forte no Prozac.

É a velha história da cenoura e do burro: quanto mais temos, mais queremos. Quanto mais queremos, mais desesperamos. A meritocracia gera uma insatisfação insaciável que acabará por arrasar o mais leve traço de humanidade.

O que não deixa de ser uma lástima. Se as pessoas voltassem a ler os clássicos, sobretudo Montaigne, saberiam que o fim último da vida não é a excelência, mas sim a felicidade!"


Um texto do Jornalista João Pereira Coutinho

Etiquetas: , , , , ,

Share Subscribe
6 Comments:
Blogger Isabel-F. said...

um texto arrepiante e que nos mostra bem a triste realidade dos nossos dias ...

gostei muito ...parabéns pela escolha...


beijinhos e bom fim de semana

8:32 da manhã  
Blogger Fábula said...

correcto: se não lutarmos para ser felizes que sentido tem tudo o resto? =)

10:33 da manhã  
Blogger Marco Ferreira said...

Um bom texto que demonstra a sociedade em que vivemos e as suas exigências.

Bom fim de semana.

marinheiroaguadoce a navegar

10:48 da manhã  
Blogger peciscas said...

Um texto que diz as coisas como elas se passam e que não deixa de inquietar quem tem filhos, como nós.
Haverá volta a dar a tudo isto?
Quero acreditar que sim.

6:50 da tarde  
Blogger ines said...

Ando um bocadito zangada para comentar estes post, mas é um facto, onde há felicidade está tudo!

xi...

9:12 da tarde  
Blogger Sonia Regly said...

Cheguei ao seu Espaço, através da Elisabete do Encanto. Gostei muito, pois aqui temos assuntos diverso. Parabéns!!!Visite o Compartilhando as Letras.
www.compartilhandoasletras.blogspot.com

2:56 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home