weblogUpdates.ping A Minha Matilde & Cª http://www.umsonhochamadomatilde.blogspot.com/ link rel="shortcut icon" href="favicon.ico">

A Minha Matilde & Cª 

terça-feira, janeiro 23, 2007

Informação Fiscal ...!


O Estado cobrou 89,3 milhões de euros em impostos por cada um dos dias do ano que passou. Foram 5,9 milhões de euros a mais, a cada dia, face a 2005, a avaliar pelos números revelados ontem pelo ministro de Estado e das Finanças ao apresentar a Execução Orçamental para 2006.

A par da receita, também a despesa aumentou, 2,4% em relação a 2005 para os 43,06 mil milhões de euros “principalmente em virtude das transferências para outros sectores, como a Saúde e a Segurança Social”, explicou o ministro.

Contas feitas, o défice orçamental do subsector Estado desceu para 7,4 mil milhões de euros em 2006. Teixeira dos Santos recusou-se a fazer conjecturas sobre o valor final do défice, remetendo qualquer comentário para Março quando estiver concluído o relatório técnico a apresentar a Bruxelas, mas sempre sustentou que “há sinais que permitem alguma confiança”.

O Director-geral dos Impostos Paulo Macedo e os restantes trabalhadores dos Impostos mereceram o elogio do ministro das Finanças. Ainda assim, Teixeira dos Santos diz que é cedo para afirmar se Paulo Macedo fica ou não no cargo.

Os sacrifícios vão ter, porém, de prosseguir até que o défice esteja abaixo dos 3% e sem sinais de poder voltar a ultrapassar este limiar.

Etiquetas:

Share Subscribe
19 Comments:
Blogger looking4good said...

Pois é as receitas dos impostos aumentaram mais de 7% e as despesas aumentaram 2,4%. A conclusão inevitável é de que o déficit diminuiu porque as receitas aumentaram (ou seja tiraram-nos dos bolsos ou das carteiras ou dos bancos...), mas o ministro não quiz assim e então emendando quiz atribuir a razão em primeiro lugar à contenção da despesa (então esta não aumentou 2,4% ?!) e depois em segundo lugar (apenas) ao aumento da receita. Ainda dizem que é difícil gerir... o dinheiro dos outros tendo o poder nas mãos!!!

6:10 da tarde  
Blogger JotaCê Carranca said...

Eu não sei mesmo é como o povo de Portugal vai aguentar a carga fiscal, a taxa de desemprego, a inflação. Me está a cheirar a esturro....


Beijos a dobrar para a Matilde e guarda o dobro pró Cª!

6:46 da tarde  
Blogger peciscas said...

O que eles não contabilizam são os sacrifícios, as angústias, os sofrimentos que estão por detrás desses abaixamentos de umas décimas nos indicadores "sagrados".

7:13 da tarde  
Blogger Capitão-Mor said...

Não é tudo, mas que ajuda muito ajuda...Mas realmente não há preço para uma saúde de ferro!
Que raio de música é essa? :)

7:36 da tarde  
Blogger elisabete cunha said...

Como podemos sentir saudades de pessoas que nunca vimos pessoalmente??? Uma grande dúvida?
Passando para deixar um grande beijo e abraço para a família mais unida de PT.
Miguel, aparece tem post novo!!
Quanto ao tema do seu post, leia o texto que deixei de um poeta brasileiro chamado Affonso Romano!
beijocas na turma toda!

8:22 da tarde  
Blogger anjoedemonio said...

passei para deixar um olá!!!!

**:)))))

8:46 da tarde  
Blogger Ludovicus Rex said...

Mais sacrifícios...Onde iremos chegar?
A malta não aguenta mais...
Um abraço

9:09 da tarde  
Blogger cusca said...

...:(

pronto...la se foi o sorriso, e voltei á terra...:(

Mas nem por isso te deixo uma beijoca para a matilde ;)***

9:29 da tarde  
Blogger Maria said...

Bela chamada à realidade... Está complicada a recessão. Noto no meu trabalho (só insanos trabalham por conta própria), em que curiosamente o estado é sempre quem paga os nossos trabalhos mais tarde, mas cobra os abençoados impostos "por conta" sem perdoar. E pensar que trabalhei quatro anos no Ministério das Finanças. ARG.

Um abraço à Matilde & Cª

11:11 da tarde  
Blogger Beetle Bug said...

Triste realidade não é? :(
É o que temos...
Um beijo grande!

9:54 da manhã  
Blogger Peste said...

raios... como se não bastasse que no fim do ordenado sobre sempre mês...

não há Aérios que aguentem!!!!

Beijocas

9:59 da manhã  
Blogger Atlantys said...

Pois sim... O dinheiro não dá de facto felicidade, mas ajuda comó catano =P
Bom dia e bejks para a Matilde & Cª.

10:11 da manhã  
Blogger Fábula said...

mais sacrifícios?!! :p

10:50 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

muito bom!

JFD kontrastes

11:10 da manhã  
Blogger sem-comentarios said...

Ir aos nossos bolsos, realmente não deve de ser um trabalho dificil.
O que é certo é que pagamos e continuamos calados!

Bjs a pequena Matilde e Cª

11:32 da manhã  
Blogger Cruzeiro said...

Um dia destes só nos falta pagar para trabalhar!
Beijinhos pra voces

1:51 da tarde  
Anonymous Papagueno said...

É o Estado que se diz "Pessoa de Bem" a meter a mão no bolso dos portugueses. Será que conseguimos ser ainda mais espremidos?
Um abraço e beijinhos à Matilde.

2:35 da tarde  
Blogger Mikas said...

Possas que fresquinho...

4:18 da tarde  
Blogger Moinante said...

Não há cinto que aguente ... Talvez fosse melhor optar pelo espartilho , e sempre que necessitar-mos de mais um aperto vamos a uma repartição criada para o efeito .
Um abraço à Matilde & Cª

5:13 da tarde  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home